Em suas aulas sobre o processo criativo, o artista plástico Guilherme Dable tem defendido a prática do desenho como “veículo gerador de ideias”. Para ele, o desenho é uma ferramenta que te ajuda a perceber o mundo. “Na medida em que tu vais dando forma à ideia, traçando o teu pensamento enquanto tu estás desenhando, tu consegues olhar para ela e reconhecer melhor as suas deficiências e qualidades”, assegura o professor. Escrever também funciona muito bem, mas com o desenho é muito rápido, porque por meio de traços se consegue definir uma ideia e ter material para trabalhar. “Desenhar é um processo contínuo de tomada de decisão e os criativos precisam se acostumar a tomar decisões na hora de criar”, completa ele.

Como exemplo, Guilherme apresentou um trecho do documentário “Esboços de Frank Gehry”, dirigido por Sydney Pollack (2005). Depois de passados 4 minutos do vídeo acima, o arquiteto é filmado em seu atelier manipulando uma maquete. Este trecho exemplifica bem o que Guilherme quer transmitir aos alunos: “A ideia é sempre boa quando ela está na tua cabeça. À partir do momento em que uma coisa passa a existir, em que ela está na tua frente e tu podes mexer nela, é completamente diferente”.

fonte:  extraido do blog ESPM